ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DA PASTORAL FAMILIAR

ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DA PASTORAL FAMILIAR

CASAL COORDENADOR

Funções:

  1. Presidir a Equipe procurando com entusiasmocriar um clima de comunhão e participação;
  2. Organizar, planejar e avaliar a Pastoral Familiar juntamente com os outros membros da Equipe;
  3. Ocupar-se-á com o relacionamento permanente da Equipe com o Padre, Conselho Pastoral Paroquial e outras estruturas da Paróquia;
  4. Fazer convocações para reuniões extraordinárias quando preciso;
  5. Cobrar desempenho dos Coordenadores de Setores da Pastoral Familiar;
  6. Zelar pela harmonia e fraternidade entre todos os membros da Equipe;
  7. Propor ações conjuntas com as outras Pastorais, Movimentos e Serviços da Paróquia, visando a comunhão;
  8. Mobilizar os membros da Equipe para a participação em eventos da Paróquia;
  9. Mobilizar os membros da Equipe para a participação em eventos promovidos pela Comissão Arquidiocesana da Pastoral Familiar, como sejam: reuniões de formação, reuniões da forania, assembleias, etc;
  10. Propor ações outras da Pastoral Familiar;

CASAL VICE-COORDENADOR

Funções:

  1. Substituir o casal coordenador nos casos de: renúncia, viagem, trabalho ou outro impedimento deste;
  2. Colaborar com o casal coordenador para o bom desempenho da Equipe;
  3. Assumir outra função dentro da Equipe quando solicitado;

SECRETÁRIO(A)

Funções:

  1. Redigir as atas das reuniões;
  2. Ler no início de cada reunião a ata da reunião anterior;
  3. Redigir e enviar correspondências quando necessário;
  4. Organizar em pastas todas as correspondências recebidas ou enviadas;
  5. Desempenhar outras tarefas de secretaria;

CASAL COORDENADOR DO SETOR PRÉ-MATRIMÔNIO

Funções:

I – Preparação Remota:

  1. Promover encontros de namorados;
  2. Promover encontros com pais que procuram o batismo dos filhos;
  3. Colaborar com a Catequese: desenvolvendo temas relativos à vida familiar e ao matrimônio; encarregando-se de realizar com ela, os encontros dos pais dos catequistas;
  4. Colaborar com a equipe de preparação para a crisma, propondo temas relativos ao Sacramento do Matrimônio e à Família;
  5. Promover juntamente com a Pastoral da Juventude encontros para jovens e adolescentes;
  6. Promover palestras, debates, nas escolas da comunidade;

II – Preparação Próxima:

  1. Promover encontros de preparação para noivos;
  2. Promover encontro dos noivos com o Pároco;
  3. Promover ensaio da Celebração do Matrimonio com os noivos;
  4. Acolher na porta da Igreja, no dia da Celebração, os noivos e seus familiares;
  5. Repassar as fichas dos recém-casados para Setor Pós-Matrimonial, para que possam ser acompanhados pelo Setor;

CASAL COORDENADOR DO SETOR PÓS-MATRIMÔNIO

Funções:

  1. Fazer o acompanhamento dos recém-casados;
  2. Promover encontros de recém-casados para momentos de formação e troca de experiências;
  3. Preparação dos pais para o batismo dos filhos, caso já exista esta equipe, oferecer colaboração;
  4. Dar atenção às famílias com problemas (crises familiares, alcoolismo, drogas, etc.); se for o caso, encaminhar a instituições que tratam do problema;
  5. Criar na Paróquia, em concordância com o Pároco, o SOS Família;
  6. Promover retiros ou encontros de espiritualidade para os membros da Equipe, ou para as famílias da comunidade;
  7. Promover momentos de espiritualidade para viúvos e viúvas e pessoas solitárias;
  8. Promover visitas a idosos;
  9. Promover a criação de Associações de Famílias nas comunidades da Paróquia (grupos de famílias que se reúnem semanalmente ou quinzenalmente para a oração, encontro com a palavra de Deus, a partilha de experiência da vida familiar: preocupações, dificuldades, alegrias). E assim elas possam se fortalecer e ajudar-se a enfrentar as dificuldades de cada dia.
  10. Promover visitas às famílias distanciadas da Igreja;

CASAL COORDENADOR DO SETOR CASOS ESPECIAIS

Funções:

  1. Promover um cadastro das famílias da comunidade;
  2. Promover encontros de preparação especial para o Casamento dos casais que se encontram em situação irregular (uniões consensuais, casos só no civil);
  3. Promover encontros de casais em segunda união;
  4. Promover dias de formação para mães solteiras;
  5. Procurar dar apoio e orientação aos “sem família” (menores abandonados, crianças de rua, pessoas que vivem em condições infra-humanas, os miseráveis e os excluídos);

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

DOCUMENTOS DA PASTORAL FAMILIAR