Setor Pré-matrimonial

 

 

 

 

 

 

O SETOR PRÉ-MATRIMONIAL é o ramo da Pastoral Familiar que atua com as crianças, desde a mais tenra idade, até os noivos na celebração do matrimônio. Ele visa criar iniciativas que promovam a vocação matrimonial, para que seja vivida como uma decisão consciente. O desafio da nossa ação pastoral é, portanto, a formação integral que deve ser um processo de formação permanente e continuada que acompanhe todos os membros da família (inclusive crianças, adolescentes e jovens), nas diversas etapas e dimensões de suas vidas.
O Setor Pré-Matrimonial está dividido em três etapas de preparação:

1. Preparação Remota:
Tem seu início na infância e visa infundir autênticos valores humanos e cristãos, nos níveis pessoal e interpessoal, ou seja, formação do caráter, domínio das inclinações, socialização etc. Esta preparação pensa na constituição das futuras famílias e abrange um período bastante grande do ser humano: começa no seio da família, percorre o caminho da escola e da Iniciação Cristã (Batismo, Eucaristia e Crisma). O Diretório da Pastoral Familiar(165), nos lembra, ainda, que a Pastoral Familiar e a catequese precisam preparar AGENTES capacitados para discutir assuntos da atualidade com crianças e adolescente à luz da fé (por exemplo, a influência dos meios de comunicação social), e MANUAIS simples claros, explícitos e corajosos para ajudar pais e professores a transmitir às crianças, adolescentes e jovens os princípios naturais e cristãos da afetividade, sexualidade, castidade e vocação. É indispensável apresentar elementos pedagógicos de excelente qualidade!

2. Preparação Próxima:
Precisa ser um caminho ou itinerário catecumenal para o sacramento do matrimônio, com uma catequese renovada, de modo que este sacramento seja celebrado e vivido com as retas disposições morais e espirituais. Como a realidade de muitas famílias já não oferece elementos convincentes para o exercício da vocação matrimonial, as paróquias passaram a exigir a participação nos Encontros de Preparação para a Vida Matrimonial. Para auxiliar sua organização o setor Vida e Família, da CNBB, lançou para todo o Brasil o Guia de Preparação para a Vida Matrimonial. Os encontros devem ser realizados até seis meses antes da data marcada para o casamento, visando um maior tempo para o casal amadurecer este passo tão importante em suas vidas.

3. Preparação Imediata:
É aquela que acontece nos últimos meses ou semanas que antecedem as núpcias. Deve ser realizada em forma de uma entrevista com o sacerdote ou o diácono. Seu conteúdo deve incluir uma profunda consciência do mistério de Cristo e da Igreja, a graça e a responsabilidade do matrimônio. Supõe que os noivos já tenham feito ou estejam para fazer o EPVM. O “Guia de Implantação da Pastoral Familiar na Paróquia” ressalta, ainda, a significativa da preparação para a celebração do matrimônio. Pode haver uma Equipe de Preparação Imediata, trabalhando em conjunto com a Equipe de Liturgia, para orientar os noivos, em primeiro lugar, com relação à natureza sacramental do ato, bem como os detalhes que o compõe (escolha das leituras, música, etc.). Esta mesma equipe poderá ser responsável, no dia do casamento, por acolher os noivos, pais e padrinhos e pela animação da cerimônia.

 

Deixe um comentário